Lançamentos 2020

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

image163

Organização: João Guilherme Rodrigues


Formato: 14 x 21 cm - 294 páginas

ISBN:  978-65-990546-0-0 


Há 7 anos, em abril de 2013, assistimos ao lançamento do primeiro Volume da Antologia “Múltiplos olhares na construção do Conhecimento” e, com redobrada alegria, registramos, nesta oportunidade, o surgimento do Volume VII, graças ao empenho e dedicação de 40 autores. Destes, 33 já participaram das edições anteriores e, perseverantes, deram mais uma vez sua importante contribuição. Registramos a presença de 7 autores que participam pela primeira vez aos quais damos as boas vindas, desejando encontrá-los nos próximos livros.

É motivo de grande satisfação registrar que com a publicação desta edição somam-se, nos sete volumes, 226 textos desenvolvidos pelos autores e que se transformaram nos vários capítulos das Antologias, propiciando rica fonte de pesquisa e estudo aos discentes para as atividades acadêmicas, complementando, por certo, o conteúdo programático tratado em sala de aula. Por outro lado, pode ser também apoio aos docentes ao oportunizar a prática da interdisciplinaridade e ao ilustrar o conteúdo de suas aulas, inclusive auxiliar aos discentes nas atividades extras sala de aula.  

Desejamos, da mesma forma, que seja proveitosa aos leitores que nos honrarem com a leitura e que possam usufruir dos conteúdos inseridos nos diversos capítulos. 

Agradecemos a valiosa participação de cada autor, ao nos confiarem seus textos possibilitando o surgimento desta obra.

Cumpre-nos ainda registrar nossos agradecimentos à especial atenção recebida da Profa. Dra. Aparecida Erica Bighetti Ribas que, ao ser convidada, aceitou, além de escrever um capítulo, também fazer o Prefácio deste livro. 

Registramos, finalmente, que a reconhecida competência, o acompanhamento e os valiosos préstimos de Márcio Martelli, da Editora in House, possibilitaram que o Volume VII da Antologia:  “Múltiplos olhares na construção do Conhecimento”

tenha se tornado realidade.

Muito Obrigado!


Prof. Me. João Guilherme Rodrigues







 

A Simbologia Animal no Futebol

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

image164

 Aristides Almeida Rocha


Formato: 16 x 23 cm - 386 páginas

ISBN: 978-65-990099-2-1



Sobre o livro: Antes de apresentar um pequeno esboço e do que se pretendeu com a obra é preciso uma explicação ao eventual leitor ou leitora. O livro é bastante ilustrado, graças à presteza e empenho do editor, o amigo Márcio Martelli, mas peço escusas por não apresentar os próprios Escudos e Emblemas dos clubes e justifico tal atitude e critério pela necessidade de obter uma licença ou de efetuar pagamento de direitos autorais a cada agremiação citada no texto. 

Como foram levantados mais de mil clubes, nesse caso os custos seriam muito elevados inviabilizando a edição do livro. De certo modo este livro insere a paixão do autor que sendo biólogo e esportista, 

procurou discorrer sobre os animais e sua relação simbólica com os clubes de 

futebol do Brasil e do exterior. 

Já na introdução são carinhosamente lembrados os animais: cachorro, gato, tartaruga, periquito, sapo e peixe que conviveram familiarmente com o autor, 

fazendo parte do seu cotidiano, alegrando 

e “ensinando” o que é desprendimento, amizade e solidariedade. Não abandonando o viés biológico, são apresentadas sucintas explicações de como se dá a classificação dos animais e ainda seguindo os pendores de professor, discorre sobre o significado de termos, tais como mascote, símbolo, emblema, atributo e outros. Após essas digressões passa então a descrever cada tipo de animal e a sua simbologia com algum clube de futebol: se Mascote; se figurando no Emblema-Escudo; se surge apenas no Atributo-Apelido. À sequência vão sendo apresentados capítulos específicos, como os Animais nos Escudos das Seleções Nacionais; Animais adentrando campos de futebol e causando problemas diversos; Jogadores com nome ou apelido animal e outras referências sempre envolvendo os universos animais e futebol.  Para propiciar uma visão da amplitude dessa relação são apresentados dados quantitativos por meio de tabelas que permitem verificar que na pesquisa foram arrolados 239 tipos de animais diferentes relacionados como os clubes. O domínio é do Leão que surgiu 437 vezes seguido da Águia 398, do Dragão 136, do Tigre 129, do Galo 111 e do Cavalo 111.


Link para adquirir o livro:

https://www.livrariainhouse.com/produto/445788/a-simbologia-animal-no-esporte 

Gotas de Impermanência

Múltiplos Olhares na Construção do Conhecimento Vol. VII

Na solidão das palavras eu me encontro

image165

Haicais de Renata Iacovino


Formato: 21 x 21 cm - 124 páginas

Ilustrado com fotografias de convidados 

e artes de Renato Martins Zacarias.


Gotas de impermanência é o sétimo livro da escritora e poetisa Renata Iacovino, 

que também é conhecida por atuar na área musical, como intérprete e compositora.

Dentre as produções literárias de seu percurso neste campo, Renata já organizou livros de importantes instituições como o Procon/SP e a Biblioteca Pública Municipal Prof. Nelson Foot (Jundiaí), venceu concursos literários, foi uma das criadoras da Confraria Japi de Haicai e do Jornal Literário CAJU, além de ter ministrado oficinas lítero-musicais, realizado saraus e ter feito letra e música do Hino da Academia Jundiaiense de Letras, da qual é membro efetivo desde 2003. Atua como articulista de veículos de comunicação e foi jurada e organizadora de concursos literários.

A escritora transita entre a prosa e a poesia e em Gotas de impermanência traz-nos algumas gratas surpresas. Trata-se de um livro de haicais, poema de origem japonesa, mas que chegou ao Brasil junto com a imigração e teve, a partir daí, algumas influências de poetas modernistas na forma de criação dessa modalidade poética. Hoje o haicai é bem mais conhecido e conta com muitos praticantes.

No livro ela explora tanto a forma clássica, quanto a moderna. A maioria deles foi composta na época em que era uma das coordenadoras da Confraria Japi de Haicai, grupo criado após o término de uma das oficinas que ministrou sobre haicai. O livro, inclusive, homenageia um de seus membros, o sr. Luiz Vicente Silva (in memoriam).

A grande novidade é que a publicação é bilíngue (português/japonês). Alguns haicais vêm acompanhados de ilustração ou foto, de sua autoria e ainda de convidados. A edição está bastante caprichada e contou com o profissionalismo da Editora In House, comandada por Márcio Martelli, que também assina a orelha do livro. A Apresentação é do premiadíssimo escritor André Kondo e o Posfácio é da profª e escritora Ivanira Dadalt, uma especialista em haicais. O Prefácio ficou por conta da Monja Coen Roshi, a maior representante do zen budismo no Brasil e que está à frente do templo Tenzui Zenji, do qual Renata é membro.

A tradução dos haicais foi feito por uma especialista na área e a tradução dos textos, por Shiho Tanaka.

O lançamento aconteceu em 03/12/2019, com grande sucesso, e quem não teve oportunidade de estar presente pode adquirir seu exemplar entrando em contato com Renata Iacovino pelas redes sociais, e em breve o livro estará à venda em algumas plataformas digitais.


 Link para adquirir o livro: 

 https://www.livrariainhouse.com/produto/429013/gotas-de-impermanencia 

Na solidão das palavras eu me encontro

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

Na solidão das palavras eu me encontro

image166

Márcio Martelli


Formato: 16 x 23 cm - Ilustrado com fotografias coloridas do autor feitas na Itália em dez 2018 /jan 2019 - 178 páginas


Sobre o livro: Na solidão das palavras eu me encontro é um mergulho na alma do escritor que, ao se aventurar pela vida, apresenta em forma de fragmentos poéticos e olhar fotográfico, suas impressões e aspirações por um mundo, muitas vezes, utópico, porém tão desejoso por todos nós.


Apresentação

O querido amigo Márcio, admirador e seguidor de Fernando Pessoa, poeta e contista, acadêmico e jornalista, editor e produtor literário, nos honra com a responsabilidade, mas nos confere também o prazer de apresentar mais esta obra literária, quase autobiográfica e que vem se juntar à alentada produção de sua autoria.
O que dizer desse trabalho que além da fácil prosa e rica rima alia uma primorosa ilustração com fotografias de sua autoria, outra manifestação de arte do Márcio viajante?
Precisamos ressaltar que o Márcio professor e editor, contista e poeta, filósofo e esotérico aparece inserido logo ao início da leitura, no próprio título da obra “Na Solidão das Palavras eu me Encontro”, conduzindo o leitor de maneira subliminar a uma instigante meditação. 
De fato como ele próprio diz em certo momento “para a alma é preciso um banho de silêncio, meditação profunda e um mergulho dentro de si.”
Paradoxal é lembrar, porém que o Márcio ao longo da obra na prosa e poesia se diz hiperativo, pois “às vezes minha mente inquieta só precisa do silêncio da lida... mas os pequenos barulhos não me incomodam” e na verdade “gosto de acender fogueiras e acelerar a respiração” e nós seus amigos corroboramos essa afirmativa, ele adora agitar. No entanto, como também afirma ser um “sonhador que acredita em finais felizes, que quer sonhar, pois não é assim que é viver? Não é disso que a vida é feita?... de felicidade.
A narrativa em toda a obra é fascinante perpassando inúmeras vivências e situações do autor ao longo de uma trajetória de 50 anos; os momentos alegres durante as viagens, o sentimento doloroso das perdas; as angústias e incertezas; os sucessos alcançados; os momentos de introspecção; a doce hora da solidão são episódios ou fatos que transparecem no conteúdo poético, na verve do contista e no discorrer da pena do cronista transformando as palavras como se percebe com absoluto domínio e profundidade; afinal são nelas que ele diz se encontrar.
Percorrendo a obra em que poesias e crônicas sempre estão acompanhadas de belíssimas fotografias fica patente o amor do autor por Portugal, que o recebeu inúmeras vezes, pela Itália e assim como demonstra profunda admiração por Barcelona, cidade em que filosofa falando de amor e saudade “tenho a alma ensandecida morta de amores e saudades.”
Ao discorrer sobre a infância e juventude sente-se a saudade, mas também um preito de alegria, sentimentos impregnados da consciência do ter vivido muito bem, sendo essa também a vida de felicidade que tanto ele apregoa.
Outra faceta que transparece da leitura do livro é a paixão pela música. Especialmente o jazz e a MPB em que homenageia vários compositores e cantores brasileiros, dentre outros, Luiz Melodia e Vinicius de Moraes e como diz “escutar a música silenciosa que vem das nuvens, dos mares, que nasce em outro planeta”; além de fazer uma ode à vitrola “agora é o tempo de ouvir novas canções na velha vitrola”. E em “Alma Musical”, Márcio arremata com os versos “A poesia nasce da música que me preenche.”
Como o Márcio afirma “quando se sente o sal da vida, o açúcar que dá sabor, o doce e o amargo juntos sabendo que tudo isso é necessário já podemos dizer que entendemos o mundo”; um mundo em que o tempo não para, que continua a correr solto pelas praias, nos campos e florestas, nas zonas urbanas das cidades, no pensamento e ansiedade das viagens e fundamentalmente nas rimas de uma poesia ou na leitura de um livro.
Finalmente importante é ressaltar o caráter solidário e a gratidão que tem por todos os que convivem com ele. Não bastasse o “Poema do Amigo” enfatiza: “Para todos os meus amigos. Sem vocês eu nada sou. Que venham muitos novos e que estejamos sempre unidos e felizes para todo o sempre como num conto de fadas.”
Concluindo queremos dizer que nos sentimos imensamente agradecidos por fazer parte desse universo de amigos do Márcio e sumamente gratificados pelo convite para fazer esta apresentação, que embora simples e modesta, entretanto encerra nossa profunda admiração pela pessoa que é e fundamentalmente pela preciosidade do conteúdo da obra.


Ivane Padilha de Soeiro Rocha 

Aristides Almeida Rocha 


Link para adquirir o livro:  

 https://www.livrariainhouse.com/produto/394861/na-solidao-das-palavras-eu-me-encontro 

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

image167

Márcio Martelli


Formato: 23 x 23 cm - 28 páginas


Sobre o livro: 

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças faz parte da admiração por este escritor português considerado um dos poetas mais importantes da literatura portuguesa. São releituras de suas poesias adaptadas às crianças. E tem poesia para os gatos, para o rio, para a árvore... Falamos sobre a lua e sobre o ofício de escrever.
Tem até uma poesia para o abajur, você acredita? Pois é, embarque nessa viagem e divirta-se. Pessoa nunca esteve tão atual.


Márcio Martelli


Apresentação da obra

  

Como é bom ser criança!

Um mundo, ou melhor... um universo inteiro a desvendar, sem fronteiras, sem impecilhos, sem medos, sem preconceitos. Poder viajar até o sol sem se queimar, poder colocar a bandeira de seu time preferido na lua. Ser criança é poder ser o que quiser. Ser criança é Poder!

Mas, quando crescemos deixamos de ser criança? Ou ela ainda vive em nós? Acredito que os gênios e os sábios nunca deixaram de ser crianças. Estão sempre curiosos, são sempre criativos, sempre inventando e se reinventando.

Poderia dizer que Fernando Pessoa era assim. Mas não era! 

Ele é! Pois é eterno. Criou, inventou e se reinventou, suas palavras, suas belas palavras estão sempre a nos encantar.

Se reinventou e foi reinventado por outro gênio, outro sábio, um guardião das belas palavras, Márcio Martelli. Que mais uma vez nos presenteia com esse mergulho no infinito mar calmo, tranquilo, agradável, suave, dinâmico, forte e cheio de vida de Fernando Pessoa.

Como é prazeroso poder ler esse livro, é um privilégio sem par lê-lo para uma criança, e, para a nossa criança! Se não sabe onde ela está, então, reencontre-a nas próximas páginas. Com certeza ela lhe dará um grande abraço de gratidão e, o abraço de uma criança te leva para o mais belo lugar! 

Onde você quiser!


José Felicio Ribeiro De Cezare

Escritor, Historiador e Professor.

84 Jogos Infinitos

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

Pessoinha 2 - Revisitando Fernando Pessoa para crianças

image168

 84 JOGOS INFINITOS


Luiz Antonio Trientini

Mariana Antonelli Defalco


Formato: 16 x 23cm - Ilustrado. 176 páginas.


Sobre o livro:

Para despertar o esporte e as múltiplas inteligências.

Esta obra tem, antes de qualquer coisa, uma situação peculiar. Normalmente o prefácio é entregue à uma pessoa que tenha inspirado, em algum momento, os criadores da obra ou que seja uma referência a eles. Nesse caso, sou discípulo e mestre.

Luiz Antonio Trientini, foi meu professor na ESEF Jundiaí e soube me orientar e estimular no que tange à Recreação como fonte de desenvolvimento humano. Grande mestre, e o tempo e a afinidade nos transformou em amigos.

Mariana Antonelli Defalco, graduada e Mestre pela Unicamp em Educação Física de forma exemplar, em sua infância e adolescência foi atleta de basquete. Ela trouxe à instituição da qual fui diretor, entre 2011 e 2016, uma nova abordagem para a prática desportiva, sempre com muita sabedoria e visão, aplicando conceitos voltados ao desenvolvimento global das pessoas.

Não poderia, portanto, deixar de externar meu profundo agradecimento pela honra a mim concedida tanto pelo mestre, quanto pela discípula, de prefaciar essa  obra.

O leitor encontrará nesse livro, de fácil e prazerosa leitura, 84 jogos que buscam estimular  o desenvolvimento físico, cognitivo e afetivo, presentes de maneira primordial no processo de iniciação esportiva.

Esta obra não é destinada apenas a profissionais de Educação Física, mas também a recreadores, técnicos esportivos, recrutadores de RH, psicólogos, entre outros.

Com o grande  crescimento dos jogos virtuais, as brincadeiras e jogos tradicionais acabaram ficando em segundo plano, porém se faz necessário o equilíbrio, pois nosso corpo é nossa moradia e, precisamos tê-lo ativo para desenvolver as atividades do cotidiano. Além disso, jogos e brincadeiras nos dão grandes possibilidades para educar, partindo-se  do princípio que aprender brincando é mais prazeroso.

Temos aqui uma grande ferramenta não só destinada ao lazer, mas também como incentivo à prática da atividade física e iniciação aos esportes, visto que regras  e estratégias estão inseridos nesse contexto.

Além dos 84 jogos, encontramos ideias já testadas pelos autores que nos dão subsídios para criar e adaptar de acordo com a necessidade do espaço, idade e demanda.

Outro ponto abordado de bastante relevância é o resultado final da aplicação dos jogos que proporcionam aos  praticantes resolver problemas e criar estratégias para atingir o objetivo proposto, fazendo com que cada praticante seja o melhor que pode ser no momento da atividade, gerando aprendizados que serão levadas para outras áreas e outros momentos de sua vida.

Quando falamos em jogos e brincadeiras, logicamente pensamos em crianças correndo e gritando. Nessa obra, temos uma interpelação mais aprofundada no aspecto educacional, no qual se proporcionam vivências que abordam gênero,  capacidades físicas e psicomotoras,   promovendo a inclusão de todos e o crescimento homogêneo do grupo com o qual trabalhamos, dando a oportunidade de entender cada jogo, relacioná-lo  e aplicá-lo, tendo claros, porém, os objetivos a serem alcançados.


Luiz Eduardo de Brito